Bem-estar organizacional como estratégia de otimização de resultados

Manter um bom ambiente de trabalho na empresa ajuda-nos a tornar o desempenho dos nossos colaboradores muito mais eficiente. Um trabalhador feliz é geralmente mais produtivo. Alguns dos fatores que influenciam o ambiente de trabalho e o bem-estar organizacional incluem o relacionamento com os colegas, organização da equipa e as suas tarefas, facilidades e benefícios profissionais, crescimento profissional, entre outros.

Para alcançar o bem-estar organizacional é necessário trabalhar cada um destes fatores. É importante entender que, se a implementação de programas e estratégias de bem-estar for feita corretamente, os resultados podem ser muito rentáveis para a organização.

O que é o bem-estar organizacional?

O bem-estar organizacional é entendido, principalmente, como o planeamento e estratégias que são implementados nas empresas para melhorar a qualidade de vida dos seus colaboradores dentro da organização. O bem-estar organizacional ajuda a aumentar o desempenho dos seus colaboradores, além de ajudar a reduzir a sua rotatividade.

Porque é que o bem-estar organizacional é importante?

Ter um bom ambiente de trabalho é essencial. Quando falamos do bem-estar dos colaboradores, incluímos muitas variantes de bem-estar. O bem-estar laboral engloba o bem-estar emocional, social, físico e financeiro.

Ter um bom local de trabalho com colaboradores felizes, motivados e com um bom nível de desempenho não traz apenas benefícios internos. Além disso, influencia muito a reputação da empresa. Em termos de marketing e comunicação externa permite que a empresa seja vista como um bom lugar para se trabalhar.

Como cuidar do bem-estar organizacional beneficia a empresa e os colaboradores?

O bem-estar organizacional beneficia muito as empresas. Por esse motivo, partilharemos alguns benefícios para que possa iniciar a implementação de programas e estratégias de bem-estar organizacional o mais rápido possível.

• Aumenta a produtividade no trabalho

• Diminui a rotatividade de colaboradores

• Aumenta o compromisso com a empresa

• Faz com que os colaboradores se envolvam com novas ideias

• Mantém a equipa motivada

• Cria maior confiança na organização

• Cria equipas mais integradas

• Aumenta a criatividade e inovação

• Desenvolve a liderança

• Promove o reconhecimento

Em que consiste um programa de bem-estar organizacional?

Já falamos sobre a importância de implementar um programa de bem-estar no local de trabalho e alguns dos benefícios que pode trazer para a sua empresa. Uma empresa que quer ver os seus colaboradores bem trabalha na implementação de um programa de bem-estar organizacional.

Os programas de bem-estar procuram promover a união como equipa de trabalho, fortalecendo o seu vínculo. Desta forma, melhora a sinergia do grupo, promove a interação saudável, cria maior confiança, reduz o stress e aumenta o desempenho dos colaboradores.

Estas ações procuram fornecer soluções para lacunas ou necessidades percebidas pelo seu capital humano, um dos ativos mais importantes da sua empresa. Para criar um planeamento de bem-estar organizacional, é importante conhecer os sentimentos dos colaboradores. Desta forma, é possível dar respostas e soluções às suas necessidades, bem como estabelecer metas que ajudem a sentir-se realizados e em constante crescimento.

Como implementar um programa de bem-estar organizacional?

O mais importante e o ponto de partida para a implementação destes programas é que tanto os colaboradores como os gestores tenham clareza de que desejam implementar um programa deste tipo. O primeiro passo para a implementação destes programas é a realização de um diagnóstico. Além de um diagnóstico de saúde regular, devemos realizar uma análise da situação atual de bem-estar organizacional na nossa empresa.

Em primeiro lugar, são realizados questionários e entrevistas com os gestores. Todas as informações relacionadas a cargos, horários, benefícios de saúde já disponíveis, percentagem de absenteísmo, percentagem de rotatividade de pessoal são investigadas em profundidade. Desta forma, pode-se conhecer o panorama atual da organização. Mais tarde, poderemos medir o progresso e os resultados dos programas e estratégias de bem-estar organizacional implementados.

Como o bem-estar influencia a produtividade organizacional

Bem-estar e produtividade são fatores que andam de mãos dadas. Se a sua empresa domina estes conceitos e é capaz de trabalhá-los, os benefícios serão visíveis não só no desempenho laboral dos seus colaboradores, mas também no seu bem-estar laboral, emocional e físico.

De acordo com o estudo “Saúde Mental e Bem-Estar no Local de Trabalho” da autoria do Gabinete de Estudos OPP, estima-se ainda que, em Portugal, 2 em cada 10 trabalhadores sofram de problemas de saúde psicológica. No total, a perda de produtividade devida a estes problemas pode custar às empresas €329 milhões por ano (OPP, 2014).

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (WHO, 2010) um Local de Trabalho Saudável é aquele em que todos os membros da organização (empregadores, gestores e colaboradores) cooperam com vista ao melhoramento contínuo dos processos de proteção e promoção da saúde, da segurança e do bem-estar.

É de extrema importância que a implementação de programas e estratégias de bem-estar passam a ser parte integrante das estratégias das organizações.

Compartilhe

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkedin
Compartilhe no Whatsapp

VEJA TAMBÉM