Conheça as estratégias que as empresas podem implementar para prolongar a sensação de bem-estar nos colaboradores depois das férias

1024 659 Bruno Dolbeth
  • 0

Voltar à rotina após as férias pode ser um processo difícil para muitos profissionais, mas numa empresa saudável, voltar ao trabalho pode ser agradável e simples.

Uma mudança repentina no estilo de vida, com obrigações pessoais e profissionais ao mesmo tempo, acarreta um nível significativo de stress. Por isso, a promoção de hábitos de vida saudáveis ​​na empresa pode ajudar a mitigar esses efeitos psicológicos e emocionais.

Os três pilares de uma empresa saudável para lidar com o pessimismo, o burnout e o stress pós-férias são a atividade física, a alimentação saudável e os relacionamentos interpessoais.

Ao trabalhar estas áreas, poderá motivar os seus funcionários para que o ritmo de trabalho não seja afetado no regresso ao trabalho pós-férias. O objetivo é tornar a transição entre as férias e o regresso à rotina mais suportável.

 

Síndrome pós-férias, um problema adaptativo

Uma investigação da Internacional Stress Management Association do Brasil concluiu que 70% dos trabalhadores demonstram, nas primeiras semanas a seguir às férias, níveis de stress idênticos aos registados antes da pausa no trabalho.

Estima-se que cerca de 40% dos trabalhadores sofram da síndrome pós-férias.

Os sintomas comuns desta síndrome incluem apatia, cansaço, falta de energia, dificuldade de concentração, distúrbios do sono e stress. No entanto, deve ficar claro que não é uma doença, mas uma dificuldade de adaptação ao meio ambiente.

É por isso que um ambiente de trabalho positivo desempenha um papel tão importante na redução destes sintomas, ajudando-os a desaparecer o mais rápido possível.

Existem várias maneiras de prevenir esta síndrome. Cada empresa, dependendo da sua estrutura e necessidades, pode estabelecer o caminho mais adequado. Por exemplo, algumas organizações apostam em oferecer aos colaboradores sessões de relaxamento e descontração, quickmassage ou iniciativas de grupo, como aulas ou team coaching, promovendo um ambiente de trabalho de partilha e inclusão, melhorando as relações interpessoais e eliminando o stress, aumentando o bem-estar dos colaboradores. Outras optam por atribuir tarefas e objetivos simples para que as pessoas gradualmente aumentem o ritmo de trabalho.

Em qualquer caso, trata-se de criar um ambiente de trabalho agradável e motivador. Algo que as empresas saudáveis ​​já têm no DNA.

As empresas são agentes fundamentais na promoção da saúde e do bem-estar. Neste momento, devido à pandemia de Covid-19, enfrentam novos desafios um desafio especial, pois necessitam de adequar os espaços e a reorganização da força de trabalho para que a recuperação da atividade presencial seja realizada com segurança, mas acima de tudo, com saúde. No entanto, as empresas não podem esquecer ações que também tem um impacto direto na sensação de bem-estar dos colaboradores. Ajustar os programas e políticas de saúde e bem-estar da empresa é fundamental para responder às necessidades particulares que surgem no mundo em mudança que vivemos, com especial destaque para a promoção da saúde mental e do work-life-balance dos colaboradores.

 

Quais as estratégias que as empresas podem implementar para ajudar os profissionais a voltarem ao trabalho após as férias?

Seja uma empresa com ADN saudável e ajude no regresso ao trabalho, aumentando a satisfação e a produtividade dos colaboradores. Aqui estão algumas dicas úteis:

  • Inclua a atividade física na sua empresa. O desporto é saudável em todas as situações porque ajuda a libertar endorfinas e desconetar a mente. As sessões de relaxamento ou a ginástica laboral melhoram a sensação de bem-estar no trabalho.
  • Promova uma alimentação saudável entre os seus colaboradores. Ações tão simples como oferecer fruta fresca no escritório não só contribuem para melhorar o ambiente de trabalho, mas também ajudam a repor vitaminas e nutrientes essenciais para o desempenho profissional.
  • Cuide do bem-estar emocional. Ações de gestão psicossocial, como as quickmassage, o yoga, oficinas de gestão do tempo ou mindfulness servem para melhorar a qualidade de vida, o desempenho no trabalho e a produtividade.

É importante lembrar que o stress é um dos principais fatores de risco para a saúde e o bem-estar e, se não for prevenido ou gerido de maneira adequada, pode contribuir para o aparecimento a curto prazo de problemas de concentração e memória, diminuição da motivação e produtividade reduzida, entre outras consequências negativas. Por isso, é aconselhável aprender a controlar o stress, incorporando atividades quotidianas que ajudem a limitar o seu impacto.

Se está interessado em ter uma empresa com ADN saudável com colaboradores felizes e envolvidos, cuide da sua saúde e bem-estar, e aposte em novas estratégias e modelos no regresso ao trabalho.

Author

Bruno Dolbeth

All stories by: Bruno Dolbeth

Olá, tudo bem com você? Entre em contato comigo via whatsapp aqui.